Quem Somos

A PROACTING

A PROACTING – Associação para a Promoção do Empreendedorismo e Empregabilidade (Associação sem fins lucrativos) doravante designada por PROACTING, nasce no Porto, em 2019, pela mão de um conjunto de pessoas oriundas de três ecossistemas: o Empresarial, o Universitário e a Juventude.

A PROACTING pretende ser um agente facilitador da interação entre empresas e entidades do SCTN, potenciando assim a dinâmica empreendedora de oportunidade em detrimento da dinâmica empreendedora de necessidade e a qualificação do emprego jovem.

Mais do que fomentar interações, a PROACTING pretende ser um agente ativo no fomento de um HUB que reúna as diferentes sensibilidades num único ecossistema de inovação, com uma forte influência na inovação social.

Embora o quadro conceptual onde pretendemos atuar seja de alavancagem qualificada, não deixaremos de ter como foco constante os jovens que por diversas razões apresentam um quadro de menos oportunidades para atingir os seus objetivos, procurando ativamente contextos e soluções para proporcionar a sua participação ativa e desenvolvimento pessoal e social – todos somos importantes, todos podemos ser úteis, todos somos necessários.

Missão, Visão e Valores

Missão

A PROACTING tem como missão criar, fomentar e potenciar oportunidades qualificadas de emprego e empreendedorismo, sobretudo para os jovens.

Visão

A PROACTING pretende ser uma Associação de impacto global na promoção do empreendedorismo e empregabilidade, sobretudo jovem, através do trabalho em rede, de forma sustentada e sustentável, em linha com as orientações estratégicas nacionais, da UE e da ONU.

Valores

Os principais valores que norteiam a PROACTING são:
– Impacto;
– Responsabilidade social;
– Inovação social;
– Cooperação;
– Altruísmo.

Fins

Para a prossecução dos seus fins, a PROACTING assume as seguintes atribuições.

  1. Apoiar, promover e fomentar o desenvolvimento harmonioso da sociedade;
  2. Fomentar e desenvolver a cooperação e solidariedade entre Associados, e entre estes e a comunidade, na base da realização de iniciativas;
  3. Promover o estudo, o reconhecimento e a difusão de conhecimento e informação, cooperando com entidades públicas e privadas, visando o desenvolvimento social;
  4. Desenvolver iniciativas para a capacitação, no sentido de potenciar as competências, aumentar a autonomia e a sustentabilidade, e fortalecer a identidade, pessoal e institucional;
  5. Integrar transversalmente na sua ação os princípios de trabalho em rede e parcerias entre organizações, promovendo a criação e o reforço de capital social e favorecendo ações e projetos conjuntos;
  6. Promover a cidadania, direitos humanos, inclusão, desenvolvimento e inovação social;
  7. Promover oportunidades de educação e formação, acesso ao conhecimento, ao desenvolvimento e reconhecimento de competências;
  8. Promover a criatividade e o empreendedorismo;
  9. Promover a igualdade de oportunidades;
  10. Promover o intercâmbio e a cooperação com associações e organismos nacionais e estrangeiros;
  11. Concorrer a programas e projetos que visem apoiar e financiar iniciativas da Associação;
  12. Desenvolver mecanismos de promoção, qualificação e valorização do voluntariado;
  13. Editar revistas, jornais e outros documentos de interesse relevante;
  14. Organizar sessões, encontros, colóquios, conferências, seminários e eventos;
  15. Promover sessões de formação, com vista à promoção e desenvolvimento social.

A Estrutura Orgânica

Direção

A Direção é composta por 3 elementos e está sempre representada em todas as atividades e projetos da Associação.

Equipas Técnicas

Em função da especificidade de cada atividade/ projeto, serão constituídas equipas técnicas de resposta a cada uma delas, constituídas por especialistas.

Voluntários

Os voluntários são todos aqueles que se quiserem envolver nas atividades/ projetos e apoiar na sua conceção, desenvolvimento, planeamento e implementação, tendo em vista a geração de impactos sociais de forma comprometida, altruísta e em equipa.